Quão bom seu Inglês deve ser para entrar em uma universidade no exterior?

Existem muitas razões para se querer estudar em uma universidade no exterior. Pode ser seu ‘passaporte’ para trabalhar em um país diferente ou uma forma de garantir melhores oportunidades ao voltar para casa, por exemplo.

De qualquer forma, um bom nível de inglês para lidar com as tarefas da universidade e com a rotina de vida diária em seu novo país é mandatório.

Mas quão bom o seu inglês realmente precisa ser para entrar em uma universidade no exterior? E para garantir que você tenha sucesso?

Verifique os Requisitos do Idioma Inglês

A maioria das escolas estabelece requisitos de pontuação mínima para IELTS, TOEFL e outros testes padrão de inglês. Para ter uma ideia geral, verifique os requisitos de inglês para entrada nas universidades nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Você notará que as melhores instituições de ensino superior em países de língua inglesa exigem uma pontuação IELTS de pelo menos 7.0 ou uma pontuação no TOEFL iBT de pelo menos 100. Mas os requisitos variam muito de escola para escola, portanto, certifique-se de verificar a pontuação para cada escola em que você está interessado, olhando o site de admissões para estudantes internacionais.

Se você estiver se candidatando a programas de pós-graduação no exterior, certifique-se de verificar também os requisitos de pontuação para cada programa ou departamento em que está interessado, pois muitos deles definem seus próprios requisitos.

Alternatively, take some practice tests to figure out how high you can realistically score. Then make a list of schools you can apply to (e.g. search “top schools that accept TOEFL iBT score of 79”).

Como alternativa, faça alguns testes simulados para descobrir o quão bem você pode pontuar. Em seguida, verifique a lista de escolas na quais você pode se inscrever (por exemplo, pesquise “principais escolas que aceitam TOEFL iBT, pontuação de 79”) com sua pontuação.

Considere as Escolas Fora dos EUA e do Reino Unido!

Certifique-se de não se limitar a escolas nos EUA e no Reino Unido.

Você pode considerar outros países de língua inglesa no mundo, como Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Cingapura ou Hong Kong. Esses lugares no mundo também oferecem excelentes programas de ensino superior, mas exigem níveis ligeiramente mais baixos de proficiência em inglês.

E não se esqueça dos países que não falam inglês. Por exemplo, a Alemanha se tornou uma opção popular de estudos no exterior nos últimos anos. E países como Holanda, Áustria, França, Espanha, Japão e Tailândia recebem dezenas (senão centenas) de milhares de estudantes internacionais a cada ano, então você pode querer considerá-los.

Os programas nesses países tendem a ter requisitos de pontuação mínima mais baixos.

Alguns, como a University of Tokyo Graduate School of Engineering, não têm nenhum requisito de pontuação mínima, mas ainda assim incentivam os candidatos a aprender inglês.

No entanto, isso não é verdade para todos os programas. Por exemplo, a HEC Paris requer uma pontuação TOEFL iBT de 100 e um IELTS de 7.0. Portanto, certifique-se de verificar com atenção!

Não Tem Tempo Suficiente para se Preparar?

Se você está sem tempo, lembre-se de que você tem opções:

  1. Algumas escolas permitem que os candidatos enviem as pontuações no TOEFL e IELTS após o prazo de inscrição.
  2. Alguns programas não exigem que você envie pontuações de testes de inglês! A Yale School of Management é um exemplo.
  3. Alguns programas oferecem “ofertas condicionais” ou “admissão condicional”, o que significa que eles o admitem sem pontuação.

O terceiro ponto é verdadeiro para muitos programas no Reino Unido e na Europa, incluindo as melhores escolas. Por exemplo:

  • Oxford não exige que os alunos admitidos apresentem a pontuação do teste até 31 de julho.
  • A London School of Economics considera as inscrições sem os resultados dos testes, embora recomende fortemente que os candidatos enviem os resultados dos testes junto com a inscrição.

E se você não obtiver a pontuação exigida, você ainda pode frequentar a universidade, mas deve fazer cursos de idioma (chamados de “cursos pré-sessão” no Reino Unido) e ser aprovado em alguns testes de idioma antes de se inscrever.

Finalmente, algumas escolas não têm requisitos de pontuação rígidos. Por exemplo:

  • A Duke Graduate School não tem requisitos, mas “geralmente busca pontuações não inferiores a” 90 (para o TOEFL iBT) e 7,0 (para o IELTS).
  • Se você não tiver uma pontuação ideal, ainda poderá ser admitido na Harvard Graduate School of Arts and Sciences, mas provavelmente terá que fazer um curso de comunicação oral.

Portanto, se você deseja viajar para o exterior e não tem tempo suficiente para melhorar seu inglês significativamente antes de deixar seu país, considere essas opções.

Mas É Melhor Chegar Preparado.

No entanto, é melhor já ter bons conhecimentos de inglês antes de chegar ao campus.

Para começar, a maioria das escolas exige que você se inscreva em inglês. Isso significa que você precisará preparar redações e currículos de inscrição em inglês e, às vezes, até mesmo fazer entrevistas em inglês.

Dependendo da escola, você também pode ter que fazer exames de admissão em inglês, como GRE ou GMAT, que são bem difíceis.

Além disso, você precisará ter domínio do inglês ao chegar no campus.

  • Você precisará de habilidades de conversação em inglês não apenas para fazer amizade com outros alunos, mas também para trabalhar junto com eles em projetos de grupo.
  • Em palestras, você precisará de habilidades de compreensão do inglês falado adequadas para acompanhar o professor.
  • Nos seminários, você precisa contribuir para as discussões com outros alunos.

E, no final das contas, você precisará de mais do que inglês para ter sucesso durante seus estudos e depois deles. Você precisará de habilidades de:

  • Comunicação: ao procurar emprego, você será capaz de descrever seu diploma e experiências para seus futuros empregadores de uma forma impressionante, que não seja confusa?
  • Pensamento Crítico: você é capaz de dizer se a informação é confiável ou não? Você consegue se aprofundar em um problema complicado e identificar o problema real?
  • Pensamento Lógico: digamos que você não saiba responder a uma pergunta em uma entrevista. Que suposições você pode fazer para chegar a uma resposta?
  • Comunicação Intercultural: aonde quer que você vá, você terá aulas com alunos não apenas do país anfitrião, mas também de todo o mundo.

E você precisa saber fazer tudo isso em inglês!

Portanto, é melhor chegar a uma universidade com bons conhecimentos de inglês. Para este fim, recomendamos que você verifique as plataformas de aulas particulares online … como a Engoo!

Além de ter professores de todo o mundo, também temos currículos elaborados para ajudá-lo a ser admitido em escolas no exterior e ter sucesso em seus estudos por lá. Confira nosso:

  • Aulas de TOEFL e IELTS para preparação para o teste
  • Aulas de Conversação  para se preparar para conversas com colegas e professores
  • Aulas de Saúde e Estilo de Vida para se preparar para qualquer situação médica.
  • Daily News para se preparar para discussões sobre todos os tipos de tópicos.

Então nos dê uma chance! Além disso, a primeira lição é por nossa conta, então não há nada a perder.