bloog image
Home Negócios e Inovação O Brasil é sinônimo de depilação!

O Brasil é sinônimo de depilação!

Conheça a história da empresa brasileira que popularizou a depilação à cera nos Estados Unidos e acabou por batizar a técnica ‘Brazilian Bikini Wax’. Entenda como as 'J sisters' conquistaram as mulheres de Nova York e fizeram fortuna.

Ultra_big_brazilian-wax-585x743

Quando você descobre que depilação de virilha é conhecido no exterior como Brazilian Wax, você acaba ficando um pouco envergonhado pela quantidade de estereotipos sobre o Brasil que surgem a cada dia - futebol, carnaval, etc. Mas se você pesquisar o real motivo pela escolha do termo, você vai ficar até orgulhoso. Leia o artigo que preparamos e você vai entender melhor!

As 'J sisters' são sete brasileiras que popularizaram a depilação com cera quente em Nova York. Jocely, Jonice, Janea, Joyce, Juracy, Jussara e Judeseia Padilha abriram seu salão em 1987 e rapidamente a sua especialidade - the bikini wax - começou a atrair mulheres de toda Nova York, incluido celebridades como Naomi Campbell, Gwyneth Paltrow, Sarah Jessica Parker, e Cameron Diaz.

O sucesso do salão das sete irmãs brasileiras foi o que garantiu o nome de Brazilian Wax à tecnica de depilação. São poucas as marcas que conseguem tal feito. Para listar algumas, podemos citar como exemplos a Gillette, Cotonete e Bombril, simultaneamente sinônimos de lâminas de barbear, hastes flexíveis com algodão e palha de aço aqui no Brasil.

Mesmo sendo um grupo de mulheres simples, que não completaram seus estudos, as 'J sisters' tinham o tino para negócios. A primeira delas a chegar aos Estados Unidos foi Jocely Padilha. Ela mal falava inglês, mas a sua experiência como manicure garantiu trabalho nos melhores salões de Nova York. Logo, ela percebeu que vários serviços tradicionalmente oferecidos nos salões brasileiros eram pouco conhecidos nos EUA e viu que o mercado americano oferecia grandes oportunidades para ela e para todas as suas irmãs.

 

Qual a fórmula do sucesso?

O empreendimento não precisou de campanhas de publicidade ou marketing, mas as ‘J sisters’ não contaram somente com a sorte. Elas tinham uma visão muito clara das qualidades e vantagens que compunham seu negócio.

Primeiro: elas perceberam que o serviço de seu salão tinha um algo a mais para oferecer. A concorrência não fazia o mesmo tipo de depilação, pois somente a parte mais externa das virilhas era depilada, o que não permitia o uso de bikinis mais cavados. Esta ideia, somada ao fato de que elas já dominavam a técnica de depilação com cera de abelha, possibilitou o lançamento de um serviço 'novo e inovador' (mesmo que ele já fosse algo corriqueiro no Brasil).

Segundo: os profissionais que trabalhavam com depilação nos salões americanos eram vistos como de 'segunda categoria', ficando atrás dos cabeleireiros e bem abaixo dos donos do salão. No 'J sisters', as proprietárias do local garantiam a qualidade do serviço, trabalhando em todos os setores, da manicure à depilação. Isso foi essencial no início do negócio. Como diz o ditado: o olho do dono engorda o gado!

E por fim, o mais importante: elas sabiam que o Brazil possuia uma imagem bem estabelecida nos EUA de mulheres sexy e audaciosas - e as ‘J sisters’ não hesitaram em capitalizar sobre esta imagem.

Elas não precisaram investir em publicidade, pois elas trouxeram na bagagem o slogan do negócio: sete mulheres brasileiras que traziam uma nova técnica de uma país tropical. O novo termo Brazilian bikini wax - ou Brazilian wax como ficaria conhecido mais tarde - estava só esperando para ser criado.

No inicio, elas mal conseguiam pagar os custos. "Era muito raro trazer dinheiro para casa, e era uma festa quando faziamos $ 1,000 em um dia” Jocely Padilha contou em uma entrevista à revista Exame, em 1999. Mas em cerca de 5 anos da abertura, todos haviam ouvido falar do audacioso Brazilian Wax. E no final dos anos 90 a técnica era tão popular que foi tema central de um episódio do seriado Sex and the City, o que gerou um grande buzz em torno da técnica.

O salão ‘J sisters’ tem atualmente uma médias de 200 clientes por dia e o Brazilian wax custa $75. A marca fez tanto sucesso que eles lançaram uma linha de cosméticos e esmaltes ‘J sisters’. E o mercado continua promissor: o instituto de pesquisa em marketing, IBIS World, prevê que a indústris de depilação terá um crescimento de 3% em 2016 nos EUA e, no momento, seus lucros chegam à meio milhão de dólares anuais.

Esta é uma moda que não foi criada pelas irmãs Padilha, mas que com certeza tomou um impulso após o famoso episodio de Sex and the City. Se a pratica não foi adotada por todos americanos, ela ficou ao menos conhecida nacionalmente. E esta industria está mudando os hábitos das mulheres americanas, como um estudo recente do Jornal de Urologia afirma, mais de 80% das universitarias fazem depilação parcial ou total.

 

Parece que o jeito brasileiro de gerenciar os negócios deu frutos e garantiu um case de sucesso às ‘J sisters’. Enquanto nós nos sentiamos envergonhados com os esteriótipos que cercam nosso país, estas sete empreendedoras viram neles uma oportunidade.

Quais outros esteriótipos sobre o Brasil você conhece? Discuta sobre o tema com seu teacher da Engoo e descubra quais deles podem ser usados a seu favor!

 


Leia também

Ultra_big_e-mail_formal

Saiba como escrever e-mails formais de agradecimento em inglês

Blog-read-more
Ultra_big_ilustra%c3%a7%c3%a3o_basquetemenor_pt

8 expressões em inglês sobre basquete!

Blog-read-more

Arquivo


Main-blog-bottom-banner