bloog image
Home Entretenimento O diferencial da metodologia da Engoo

O diferencial da metodologia da Engoo

Nossa aluna Emily conta como se adaptou e o que gostou mais na metodologia da Engoo

Ultra_big_blog_-_template_di%c3%a1rio_do_ingl%c3%8as_di%c3%a1rio_2

Talvez você pense que é tudo a mesma coisa, mas desde que comecei a estudar inglês com a Engoo, notei que as experiências da metodologia em comparação ao modelo tradicional tem sido completamente diferentes.

Quando falamos em modelo tradicional, nos referimos a um curso de idiomas, numa sala de aula, com uma turma de colegas e um livro para seguir. Aquele estilo de aulas em que você tem que estar uma ou duas vezes por semana no mesmo lugar e na mesma hora, esperar uma semana até o próximo encontro e, se precisar faltar uma aula, ter que recuperar o conteúdo por conta própria.

As aulas nesse modelo costumam ser em uma sala com um grupo de cerca de dez pessoas, todas da mesma nacionalidade, ministradas por um professor que também fala sua língua nativa. Isso nos leva a dois inconvenientes: dar aquela escapadinha em português para conseguirmos nos expressar bem e ter que lidar com pouco tempo para tirar dúvidas pessoais – pois, como é bastante gente e um só professor, aquele período de cinquenta minutos, que costuma durar uma aula, acaba não sendo suficiente para que todos façam suas perguntas.

Estudando online - com aulas individuais e um horário definido de acordo com sua rotina pessoal - todos esses problemas se resolvem, mas fora essas diferenças práticas tem mais uma questão fundamental – o material didático. Quando temos apenas um livro a seguir, o aluno fica sem autonomia para estudar o que precisa e acaba aprendendo somente aquilo que está no material e o resto precisa buscar fora da aula. É claro que complementar os estudos por conta própria é ótimo, porém quando essa é a única alternativa, é porque há um problema na metodologia.

Com a Engoo, tenho experimentado a opção de escolher por uma aula em conversação livre – ótimo para quem precisa praticar a pronúncia -, leitura de notícias diárias, ou optar por um material segmentado por níveis que se adeque aos meus interesses particulares (negócios, viagens, literatura, entre outros).

Dentro do material, notei algo muito legal, que é a sessão Debate: nela podemos ler um artigo e depois discutir com o professor sobre o tema, trocando pontos de vista e analisando vantagens e desvantagens sobre o assunto, o que, além de agregar conhecimento sobre o assunto, tem me ajudado a expandir o vocabulário e conhecer expressões pouco comuns à minha rotina. Ainda que, no trabalho, ou mesmo no dia a dia, seja comum pesquisarmos palavras atípicas, para compreendermos algum texto, às vezes a tradução literal não se encaixa à maneira como o termo é usado. Por exemplo, trabalho com comunicação e numa das aulas escolhi o material de debate sobre propaganda. Além de conhecer novas expressões, pude discutir sobre o assunto, em inglês, com alguém de uma cultura totalmente diferente e com outra visão sobre o assunto. A lista de assuntos para discussão é enorme e vai desde a origem do halloween até o significado dos sonhos, passando por educação, férias e animais de estimação.

Sei que é possível aprender e praticar nos dois modelos de ensino, mas, particularmente vejo muito mais vantagens no método adotado pela Engoo, por aprender na prática e também adquirir conhecimento sob outros pontos de vista em uma troca cultural.

 

 

       

 

 

 

 

 

Emily Blanco é universitária e trabalha

com comunicação para a cultura.

É viciada em fazer cursos, não consegue

parar de ouvir podcasts, adora dançar e

escutar histórias (de preferência ao

mesmo tempo), e quando criança sonhava

em morar no trailer da Eliza Thornberry.

 

 

 


Leia também

Ultra_big_e-mail_formal

Saiba como escrever e-mails formais de agradecimento em inglês

Blog-read-more
Ultra_big_13-03blog

Elogios em inglês: como se escreve linda e outros elogios

Blog-read-more

Arquivo


Main-blog-bottom-banner