Super Estratégia pra Ter Conversas Mais Naturais em Inglês

(Imagine que) Você tenha um novo colega de trabalho, mas ele não fala uma palavra em português, fazendo com que todos tenham muito medo de abordá-lo.

Um dia, você decide superar seu medo de falar inglês e iniciar uma conversa. Você prepara uma pequena lista de perguntas a serem feitas e começa a fazer uma após a outra:

E de repente, você percebe que está sem perguntas! O que fazer agora?

O Problema

Se algo assim já aconteceu com você, não se preocupe – você não está sozinho!

Alguns de nossos alunos preparavam listas de perguntas para levar para almoços de negócios com clientes estrangeiros. Depois, ao examinar as perguntas de suas listas, uma por uma, se perguntavam por que suas conversas soavam tão estranhas.

Este problema afeta até mesmo falantes de inglês altamente fluentes! Por exemplo, uma estudante chinesa que frequenta uma importante universidade dos Estados Unidos admitiu que não se sentia à vontade para conversar: 

“Há momentos em que tento puxar conversa com todas minhas forças… fazendo perguntas ou falando muito sobre mim, mas por algum motivo, eles respondem minimalisticamente … Assim que encontram outra pessoa com quem conversar, suas expressões faciais de repente se transformam e ficam alegres e falantes ”.

Observe que as estratégias que ela tenta são “fazer muitas perguntas” e/ou “falar muito sobre si”. Isso só leva a conversas com esta dinâmica:

Infelizmente, esse tipo de “ziguezague” entre perguntas e respostas não resulta em uma boa conversa.

Como um de nossos professores compartilhou: “Tive alguns alunos que me fizeram sentir como se estivesse sendo interrogado. Eles continuavam a fazer perguntas e, quando eu respondia, eles não respondiam à minha resposta, mas sim faziam outra pergunta. Nem parecia uma conversa! “

Então, como podemos ter uma conversa que realmente pareça ou seja natural?

Solução

A solução é uma estratégia básica de conversação em inglês: comentários.

Comentários curtos ajudarão nosso parceiro de conversa a ver que temos interesse em suas respostas e farão nossa conversa parecer mais fluídas como abaixo:

Vamos tentar aplicar esta estratégia à sua conversa com David:

Desta vez, você comentou o nome de David antes de fazer a próxima pergunta.

Você não pode comentar sobre todos os nomes, mas quando você tem a chance de fazer isso e o faz bem, pode suavizar sua entrada na conversa. Esta é uma das razões pelas quais muitos falantes de inglês elogiam os nomes das pessoas (“What a lovely name!”).

Vamos continuar:

Desta vez, você respondeu à resposta de David (“I’m from Ireland.”) Com um comentário sobre como a Irlanda é um lindo país. Então, você deu a David tempo para responder a esse comentário antes de fazer sua próxima pergunta (“When did you move here??”).

Ao intercalar suas perguntas com comentários e dar a David tempo para responder a eles, você o deixou à vontade e permitiu que ele realmente participasse de uma conversa.

Aqui está um último exemplo:

Observe que, desta vez, você mudou diretamente de uma pergunta para outra: “So when did you move here?” e então “And how long will you stay?” Isso está perfeitamente bem aplicado e natural. Você não precisa tecer comentários sobre todas as respostas que recebe, porque isso também poderá parecer um pouco forçado ou artificial.

You just want to make sure to balance your questions with comments. This way, your conversation will look more like this:

Você só precisa garantir o equilíbrio entre perguntas e comentários. Dessa forma, sua conversa ficará mais parecida com esta:

Note que:

  • Existem algumas curvas fechadas e outras suaves.
  • Há mais espaço entre algumas perguntas (por exemplo, entre as perguntas “Where are you from?” e “When did you move here?””) do que nas outras.

Ambos os itens acima ajudam a tornar as conversas mais naturais.

Até agora, David realmente não fez perguntas. Às vezes isso acontece. Você nem sempre terá parceiros de conversa cooperativos.

Mas você pode ficar feliz sabendo que tentou o seu melhor para ter uma conversa natural com eles e, geralmente, esse método “mais suave” de conversa acabará por fazer a outra pessoa se sentir mais confortável para fazer perguntas também.

Tente Você Agora!

Agora que você conhece o poder dos comentários, tente praticar fazê-los!

Para começar, tente responder ao seguinte:

  • “I’m from Germany.” 
  • “I have two cats.”
  • “I like playing basketball in my free time.”

Depois de fazer isso, certifique-se de aplicar essa estratégia em algumas conversas da vida real. E se você não se sentir confortável fazendo isso ainda, faça uma aula de conversação em inglês grátis com nossos professores e pratique fazer comentários em cima das respostas deles.